A Central de Abastecimento e Comercialização (Ceasa) da Cooperriso a indústria de polpas de frutas e doces começam a funcionar no próximo dia 21, na Incubadora de Empresas, no Industrial Nova Prata. “Com a Ceasa o consumidor poderá adquirir os produtos diretamente do produtor com um preço mais em conta. A produção também será melhor conservada. É uma forma mais justa de comercialização e todos ganham com isso. São investimentos muito importantes que a Prefeitura Municipal realiza no município”, detalha o secretário de Agricultura, Marcio Kuhn

Com a despolpoadeira, os produtores cadastrados no Frutifica vão, inicialmente, produzir polpas de maracujá, goiaba, acerola e abacaxi. A máquina tem capacidade de produção de mil quilos por hora e os investimentos foram de R$ 205 mil.

As ações integram o projeto Frutifica Sorriso com 95 famílias cadastradas e 40 estão regularmente produzindo frutas em uma área de 60 hectares. São 45 mil mudas de árvores frutíferas. A meta é chegar a 100 mil mudas plantadas e produzindo até 2020.

Além de adquirir as mudas com valor subsidiado pela prefeitura, os produtores cadastrados no programa também contam com assistência técnica especializada, análise de solo e patrulha mecanizada para a construção de tanques de irrigação. Somente nos últimos dois anos, foram construídos 40 tanques de irrigação.

Atualmente, o programa presta auxílio a produtores do Assentamento Jonas Pinheiro, Projeto Casulo, Cinturão Verde e do Distrito de Boa Esperança que cultivam manga, goiaba, coco, acerola, pinha, romã, mamão, maracujá e uva, comercializados no mercado local e regional. A informação é da assessoria.