Continuidade de tempo bom deve levar Brasil a ter safrinha recorde em 2018/19

A continuidade do tempo favorável nas últimas semanas, com chuvas regulares em praticamente todas as áreas produtoras, deve garantir ao Brasil uma segunda safra de milho 2018/19 recorde, mostrou uma pesquisa da Reuters divulgada nesta sexta-feira.

Na média de estimativas de 11 consultoria e entidades do mercado, o país deve colher na chamada safrinha 68,43 milhões de toneladas do cereal, um salto de 27 por cento ante a temporada anterior, marcada por problemas climáticos. Trata-se do primeiro levantamento da Reuters nesta safra em que o volume previsto supera o recorde até hoje registrado, de 67,4 milhões de toneladas, dois anos atrás.

Somando-se a quantidade esperada pelo mercado aos 25,87 milhões da primeira safra (verão), segundo pesquisa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção total de milho do Brasil neste ciclo seria de 94,3 milhões de toneladas, a segunda maior já registrada.Além de um plantio histórico, de cerca de 12 milhões de hectares, em linha com 2016/17, a segunda safra de milho neste ano está sendo favorecida pela colheita adiantada da soja, o que garantiu ao cereal uma semeadura dentro de boa janela climática.

Considerando-se os últimos 60 dias, portanto desde o fim do plantio e pegando parte considerável do desenvolvimento, choveu dentro da média em boa parte do centro-sul do país, onde está concentrado o grosso da produção brasileira de milho, conforme dados do Agriculture Weather Dashboard, do Refinitiv Eikon. Em Mato Grosso, maior produtor brasileiro, a tendência é de que nas próximas duas semanas os volumes voltem a ser generosos.

 

 

Fonte:Uol

By | 2019-04-29T09:30:27-03:00 abril 29th, 2019|Agronegócio|0 Comentários
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!