Demanda por treinamentos para operadores de empilhadeiras aumenta em MT

Um dos maiores desafios na área logística dentro de uma empresa, é atender a demanda e a velocidade exigida para a movimentação de estoques. Para tentar buscar uma solução, muitas empresas fazem o uso de empilhadeiras. Com o auxílio desta máquina é possível desenvolver melhorias concretas na estratégia de armazenagem, otimizando os processos logísticos.

Atualmente a utilização deste veículo está condicionada a duas normas regulamentadoras: a NR-6 e NR-11. A primeira diz respeito a segurança do trabalhador e trata especificamente dos EPIs (equipamentos de proteção individual) e EPC’s (equipamento de proteção coletiva), que o operador deve portar para operar a empilhadeira. Já a NR-11 regulamenta o transporte, a armazenagem e o manuseio dos materiais. De acordo com a norma, nos equipamentos de transporte com força motriz, o operador deverá receber treinamento específico pela empresa, que irá capacitá-lo para exercer a função.

O assunto foi tema no Bom Dia Senar-MT, desta quarta-feira, dia 24. Segundo Cláudio de Souza Pedra, que é tecnólogo em mecanização em agricultura de precisão e instrutor do Senar-MT, a aplicação dessas NR’s, requer um conhecimento local de trabalho e dos riscos que elas podem oferecer ao trabalhador. Ele lembra que, para isso, existem cursos específicos referentes a essas normas.

Para quem tiver interesse em se tornar um operador de empilhadeira, o instrutor lembra que o Senar-MT oferece cursos na área. Basta procurar o Sindicato Rural local e se informar sobre o treinamento.

 

 

Fonte:Canal Rural

 

 

By | 2019-04-26T10:43:43-03:00 abril 26th, 2019|Agronegócio|0 Comentários
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!