Falta de oferta de soja para janeiro preocupa

A atual a seca no Centro Oeste do Brasil vai empurrar o plantio de soja para frente, o que pode ocasionar falta de oferta da oleaginosa em janeiro, segundo o que afirmou a T&F Consultoria Agroeconômica. Além disso, soma-se o estoque reduzido nos Estados Unidos e também na Argentina.

“Dia tenso para preços de soja: indústrias seguem querendo comprar, mas, há muito poucas ofertas, não apenas porque há pouca disponibilidade física, mas porque o agricultor, capitalizado, pede sempre preços maiores”, comenta a consultoria.

No Rio Grande do Sul, os preços para outubro e novembro estão bastante distintos. “Para outubro no porto R$ 143,00, em Canoas R$ 145,00, em Ijuí R$ 143,00, em Cruz Alta R$ 143,00 e não teve preço em Passo Fundo. Para novembro não teve preço em Canoas e no Porto, mas em Ijuí valia R$ 146,00, em Cruz Alta R$ 147,00, em Passo Fundo R$ 148,00. Mas, as indústrias se queixam de que está difícil repassar estes preços elevadíssimos da soja para o farelo. Soja futura valeu R$ 129,00 entrega e pagamento em março, R$ 127,50 entrega abril/maio e pagamento maio e R$ 128,50 entrega e pagamento junho”, completa.

No Paraná, preços também subiram entre 1 e 3 reais/saca para R$ 146,00. “No mercado de lotes, para entrega em setembro o preço avançou mais um real/saca para R$ 145,00/saca, em Ponta Grossa, mas, pagamento final de novembro. No interior dos Campos Gerais o preço também avançou 3 reais/saca para R$ 144,00, retirada outubro, pagamento em novembro. Para entrega em outubro e pagamento em janeiro o preço subiu novamente mais 3 reais/saca para R$ 146,00. Em Paranaguá a cotação do mercado disponível se manteve em R$ 145,00, entrega setembro, pagamento final de outubro”, informa.

No Mato Grosso do Sul, dia de muitas vendas, preços atingindo R$ 147,00/saca. “No Mato Grosso do Sul esta sexta-feira foi um dia intenso de vendas: da safra 2019/20 foram negociadas cerca de 50.000 toneladas a preços ao redor de R$ 147,00 em Dourados; da safra 2020/21 foram negociadas 40.000 toneladas, a preços ao redor de R$ 113,00/saca FOB. Da safra 2021/22 foram negociadas 50.000 toneladas ao redor de R$102,00/saca”, conclui.

 

 

Fonte:Agrolink / Foto: Paulo Lanzetta-Embrapa

By | 2020-09-21T08:16:47-03:00 setembro 21st, 2020|Agronegócio|0 Comentários
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!