Oferta de leite em Mato Grosso diminui e dois laticínios suspendem atividades, aponta IMEA

O índice de captação de leite do IMEA (Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária) registrou uma queda de 6,97% em relação a junho, sendo sua segunda baixa consecutiva. No comparativo anual, a oferta de leite encontra-se 3,74% menor, em razão de que a seca neste ano está sendo relativamente mais intensa do que em 2018, em virtude do El Niño. A informação foi divulgada, ontem, pelo instituto, em seu boletim mensal no segmento.

“Com isso, houve um laticínio na região Centro-Sul que optou por paralisar as atividades em junho até o retorno das chuvas com regularidade. Cabe salientar que a menor oferta de leite neste ano em Mato Grosso também está associada com o fraco desempenho no mercado lácteo, que tem pressionado o preço do leite pago ao produtor, levando-o a postergar investimentos. Esta situação também afetou as finanças de outro laticínio na região Médio-Norte, que encerrou as atividades em junho. Em suma, com uma produção menor e preços estagnados, o produtor e a indústria estão com as margens apertadas”, acrescenta o instituto.

Com a demanda por derivados lácteos estagnada, o preço da matéria-prima no campo permaneceu estável em julho, sendo R$1,09/litro.

By | 2019-09-04T08:37:11-03:00 setembro 4th, 2019|Mato Grosso, Pecuária|0 Comentários
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!