Produtor vê 1.500 hectares de sua fazenda serem dizimados por incêndio em MT

A propriedade do pecuarista Carlos Eduardo Souto foi uma das mais atingidas pelo fogo, tanto que uma ponte de dez metros e mais de 1.500 dos 3 mil hectares de pastagens foram consumidos pelas chamas. “O incêndio começou em um maquinário de uma fazenda vizinha e, de repente, por causa do vento, já pulou para a minha e causou um  prejuízo incalculável”,  afirmou o produtor.

Após atingir as propriedades rurais, o fogo invadiu as áreas de reservas da região e continua ativo. O produtor teme  perder outras áreas de pastagens. “Estamos monitorando o que sobrou para tentar evitar que o fogo saia das reservas e vai para essas áreas. E agora estamos sendo acusados pela grande mídia e pelas ONGs de botar fogo em tudo aqui, inclusive dentro do parque do Xingú, que fica uns 60 quilômetros daqui. Um absurdo isso tudo e o sentimento é que estamos abandonados, sem apoio de ninguém, de governo nenhum, inclusive até escrevi uma nota de repúdio sobre isso. Nós produtores aqui é que estamos nos ajudando uns aos outro e só nós é que estamos perdendo”, desabafou o pecuarista.

 

 

Fonte: Canal Rural

 

By | 2020-09-16T08:26:44-03:00 setembro 16th, 2020|Agronegócio|0 Comentários
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!